Doenças transmissíveis de verão – Os cuidados

0

Com a mudança de estação, o verão vem se aproximando, marcado pelas altas temperaturas e umidade, que já começam a se manifestar. Essas condições, são ideais para a proliferação de micro-organismos e bactérias nocivas à saúde.

Doenças do verão – transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti

Os cuidados com a saúde, devem ser intensos, em todas as estações do ano, principalmente as crianças e os idosos, que possuem a pele e o sistema orgânico mais frágil.

-Dengue, chikungunya, zika e febre amarela:todas elas são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Os sintomas delas são parecidos, e repentinos, como febre alta, dor de cabeça e nos músculos, calafrios e náuseas, em casos comuns.

Se não tratadas adequadamente, podem evoluir para quadros mais graves, e podem levar à óbito. Aos primeiros sintomas que aparecerem, procure um médico ou posto de saúde, para o início do tratamento.

Em casa, é importante verificar com frequência, se há recipientes com água parada (própria para proliferação dos ovos do mosquito), pneus, garrafas, vasos de plantas e entre outros. Use repelentes à base de água, e se possível coloque mosquiteiros por cima das camas.

No caso da febre amarela, existe a vacina que pode fazer os sintomas se intensificarem, mas, logo vão desaparecendo com o tempo. Algumas funções renais e hepáticas, podem ser afetadas com a doença, bem como icterícia (pele e olhos amarelados), e hemorragias (casos raros).

Doenças de verão – de pele, conjuntivites e intoxicaçõesalimentares

As dermatites, micoses e brotoejas, são doenças de pele que se manifestam no verão, gerando irritação, coceira, ressecamento, descamação, manchas vermelhas ou brancas, e em alguns casos, bolhas doloridas.

A umidade e temperatura nessa época do ano, é propícia para a colonização dessas bactérias e fungos. Ao identificar o tipo de bactéria ou micose, o médico inicia o tratamento com pomadas, cremes e comprimidos via orais.

O uso de roupas frescas e leves, bem como manter o corpo bem seco e arejado, contribui para evitar a manifestação dessas doenças de pele. Ao frequentar piscinas, clubes, rios e praias, não deixe de se higienizar corretamente, secando bem os pés, as costas, pescoço e virilha.

As dermatites de verão são fáceis de tratar, mas é necessário seguir corretamente a recomendação, e os medicamentos prescritos pelo médico. A conjuntiviteé uma inflamação da membrana que reveste o nosso globo ocular, e pode ser bem dolorida.

A transmissão se dá por meio de agentes tóxicos, alergias, vírus e bactérias, que se reproduzem facilmente na água. Dependendo do tipo de conjuntivite, ela pode ser extremamente contagiosa, e pode afetar os dois olhos.

Somente o oftalmologista, receitará o melhor tratamento, geralmente feito com colírio, e medicação via oral. Evite compartilhar objetos pessoais, como: toalhas de banho, colírio, lente de contato e roupa de cama.

Evite coçar os olhos, e higienize bem as mãos e o rosto, depois de tocá-los, prevenindo a recontaminação. Tenha cuidado com a alimentaçãofora de casa, principalmente gordurosos, de origem desconhecida e higienizados incorretamente, causando náuseas, febre, diarreia, vômitos e desidratação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.