Sergio Moro aceita convite para o Ministério da Justiça e divulga nota oficial

0

Sergio Moro, o juiz federal de Curitiba, após se reunir com o presidente eleito, Jair Bolsonaro, na manhã de hoje, 01, confirmou que aceitou o convite para assumir o Ministério da Justiça. Ele divulgou ainda uma nota oficial comentando a sua decisão.

No comunicado Moro declara que aceitou o convite após uma reunião pessoal com Bolsonaro ,onde foram discutidas políticas para a pasta. Segundo ele, mesmo sentindo pesar por ter que abandonar 22 anos de magistratura, a ânsia de estabelecer no país uma agenda anticorrupção e anticrime organizado foi decisiva para aceitar o convite.

Sergio Moro comentou ainda sobre a Lava Jato, operação da Polícia Federal do que já condenou e prendeu diversos políticos brasileiros, entre eles o ex-presidente Lula. Segundo ele, a operação seguirá em Curitiba com os juízes locais.

O juiz federal afirmou ainda que e para evitar controvérsias irá se afastar de novas audiências, e na próxima semana, ira conceder uma entrevista coletiva com maiores detalhes.

 

Leia na íntegra a nota publicada pelo Juiz Sergio Moro

“Fui convidado pelo Sr. presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na próxima gestão. Após reunião pessoal na qual foram discutidas políticas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar, pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito à Constituição, à lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão. Na prática, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operação Lava Jato seguirá em Curitiba com os valorosos juízes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências. Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes.

Curitiba, 1 de novembro de 2018. Sergio Fernando Moro”

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.