Eleições 2018: Votação no exterior já terminou em 71 países

Reprodução/Rápido no Ar
0

O prazo para os brasileiros que moram no exterior poderem votar já encerrou em 71 países até as 14h deste domingo (28/10), de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Alguns dos locais que primeiro finalizaram a votação, por conta do fuso horário, são Nova Zelândia, Austrália, Japão, Coreia do Sul e China. Depois da conclusão, é fixado o boletim da urna eletrônica na respectiva porta das salas. Uma parcela dos eleitores tiram foto desse boletim e divulgam nas redes sociais. Entretanto, o TSE só informa os resultados oficiais assim que a votação termina no Brasil todo.

Os 500 mil eleitores que estão aptos a votar fora do Brasil em 99 nações votaram apenas para presidente da República.De acordo com o TSE, aconteceu um crescimento de 41,38% dos eleitores que tem a possibilidade de votar fora do País em comparação a 2014.

Os brasileiros estão registrados para votar em 171 cidades estrangeiras, sendo que as cidades de Boston e Miami, as duas localizadas nos Estados Unidos, reúnem o maior contingente de eleitores: 35 mil e 34,3 mil, respectivamente. Logo depois, está Tóquio, no Japão, com 26 mil eleitores, Londres, na Inglaterra, com 25,9 mil, e Nagoia, também no Japão, com 24,5 mil.

As cidades com a menor quantidade de eleitores brasileiros são Bamako, no Mali, e Lethen, na Guiana, contabilizando 1 eleitor cada, sendo seguidas por Cotonou, no Benin, Conacri, na República da Guiné, e Freetown, em Serra Leoa, com 2 eleitores em cada um desses municípios.

O resultado da votação no exterior vai ser divulgado apenas depois do término da votação no Brasil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.