Barcelona envia ‘espiões’ para observar Pedrinho nas finais da Copa do Brasil

Jovem revelação da base do Timão impressionou os espanhóis pela habilidade na perna esquerda

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
0

Principal revelação da base do Corinthians dos últimos anos, o meia-atacante Pedrinho é uma das apostas do técnico Jair Ventura para vencer o Cruzeiro na final da Copa do Brasil e o Barcelona-ESP irá acompanhar de perto o desempenho do jovem nas finais do torneio.

Segundo o jornal espanhol Sport, o clube catalão enviou ‘espiões’ para sondar os empresários do garoto de 20 anos e colher informações de seu desempenho na decisão. O dirigente catalão Ramon Planes encabeça o grupo que veio ao Brasil assistir aos jogos.

O veículo comparou Pedrinho a Ronaldinho Gaúcho pela habilidade na perna esquerda e destacou que os espanhóis o veem como ‘grande objetivo’ para a próxima temporada europeia. “O ponta-direita que joga de perna trocada é uma das joias mais promissoras do futebol brasileiro“, diz a publicação.

Há cerca de duas semanas, o agente André Cury, representante do Barcelona na América do Sul, organizou uma reunião entre os espanhóis e dirigentes do Timão para levantar discutir valores. O clube espanhol teve uma conversa inicial para adquirir informações e ouviu que o clube alvinegro não aceita negociá-lo por menos de 25 milhões de euros (R$ 120 milhões).

Pedrinho foi promovido pelo técnico Fábio Carille na temporada passada após a conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior, renovou seu contrato até 31 de dezembro de 2020 e tem multa rescisória de 50 milhões de euros (R$ cerca de R$ 238 milhões) para clubes do exterior.

PEDRINHO É DESEJADO POR GIGANTES DA EUROPA

Antes do Barcelona avançar para tentar a contratação do meia-atacante, o Corinthians recusou uma oferta de 20 milhões de euros (cerca de R$98 milhões) do Ajax-HOL e recebeu sondagem de dirigentes do Paris Saint-Germain.

Com 70% dos direitos econômicos ligados ao Timão, o meia-atacante renovou contrato recentemente até o fim de 2020 e possui multa rescisória de 50 milhões de euros, cerca de R$ 225 milhões na cotação atual.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.