Operação de combate à pedofilia prende 132 pessoas no país

Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, durante a coletiva nacional sobre a segunda fase da Operação Luz na Infância (Reprodução/José Cruz/Agência Brasil)
0

A Operação Luz na Infância 2 – maior operação de combate à pornografia infantil no Brasil – prendeu 132 pessoas em flagrante no país, de acordo com o Ministério Extraordinário da Segurança Pública. A ação, que contou com 579 mandados de busca e apreensão, é realizada em 248 cidades, abrangendo o Distrito Federal e mais 24 estados.

De acordo com uma reportagem publicada pela BBC Brasil em fevereiro deste ano, o controle de denúncias de violência sexual contra crianças é um “caos”, devido, também, ao descontrole estatístico por parte das autoridades.

Segundo o ministro da Segurança Pública, Raul Jugmann, mais de 1 milhão de arquivos (entre fotos, vídeos e outros documentos) com conteúdos relacionados a crimes de abuso sexual de crianças e adolescentes foram analisados antes da deflagração da Operação. “Pela primeira vez na história, temos informações para produzir estatísticas nacionais na área de segurança, possibilitando o desenvolvimento de um plano nacional de segurança pública e defesa”, disse o ministro.

O coordenador do Laboratório de Inteligência Cibernética do Ministério Extraordinário da Segurança Pública, Alessandro Barreto, ressaltou ainda que a operação tem como foco encontrar pessoas que tenham grande quantidade de material. “Só uma pessoa na Região Sudeste foi encontrada com mais de 200 mil arquivos desse tipo”, disse Barreto. A pessoa encontrada com o menor número de documentos tinha, sozinha, 150 arquivos.

A pena para quem armazena, em computadores ou celulares, conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra menores, vai até quatro anos de prisão; quem compartilha pode pegar até seis anos de reclusão.

Com 2,6 mil policiais civis envolvidos na Operação Luz na Infância 2, mais de 500 mandados de busca e apreensão foram realizados, a partir de arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.