Previdência Privada – Vale a pena?

0

Quando pensamos a respeito de aposentadoria, o que nos vem à mente é, somente as contribuições mensais feitas ao INSS, para ao final de sua vida laboral, conseguir aposentar-se dignamente.

Mas, a aposentadoria pode ser potencializada, se o contribuinte começar a pensar hoje, no que ele quer construir para o seu futuro, sem contar exclusivamente com a Previdência Social.

O que é Previdência Privada

A Previdência Privada é uma contribuição à parte, que pode ser usada no futuro para a aposentadoria do cidadão. Esta, não possui nenhum vínculo com o INSS.

Todo o investimento feito na Previdência Privada, é regulamentada pela Superintendência de Seguros Privados – SUSEP. Existem vários tipos de investimentos nesta Previdência, podendo o cidadão escolher qual o melhor para a sua vida.

Independentemente do investimento escolhido, há duas formas de tributação sob a Previdência Privada: o progressivo, que retém na fonte 15% a 27,5%. E o regressivo, que retém de 10% a 35%, por isso, quanto mais tempo você deixar aplicado, menos imposto pagará.

Quais os tipos de Previdência Privada

– VGBL: o Vida Gerador de Benefício Livre, possui tributação de imposto de renda, somente na rentabilidade do investimento. A vantagem é que o contribuinte pode fazer aportes mensais, em variadas rendas fixas e variáveis.

– PGBL:no Plano Garantidor de Benefício Livre, a tributação de imposto de renda é de 12%. Você pode reduzir o imposto de renda a pagar, ou aumentar a restituição dele.

O investimento feito no PGBL, pode ser resgatado a qualquer momento, transferindo os valores para uma conta de VGBL, e utilizando o benefício. As vantagens principais de se investir em Previdência Privada, são:

-Cada cliente pode adaptar o plano de previdência, a partir de suas necessidades, tornando-o personalizado.

-Além do retorno do investimento para a aposentadoria, o cliente pode sacar o valor de rentabilidade do que ele investiu, gerando uma renda fixa todo mês.

-A qualquer momento, o cliente pode transferir a portabilidade do seu benefício para outro banco, instituição financeira ou corretora de seguros, caso esteja insatisfeito.

-O cliente pode contar com especialistas para dar assessoria e consultoria, na hora de investir o seu dinheiro.

-Investir em uma renda fixa, traz disciplina ao cliente, alertando-o a guardar dinheiro, e não gastá-lo com dívidas desnecessárias.

-Fique atento apenas, às taxas de administração cobradas nas corretoras e bancos autorizados, a fim de não serem descontados os valores do investimento.

-Quanto mais tempo seu dinheiro ficar investido, menor será a tributação incidente sob ele.

-Os Planos de Previdência Privada, não possuem cobertura de riscos garantido pelo Fundo Garantidor de Crédito – FGC, por isso, tire todas as suas dúvidas antes de contratar o investimento, para que as suas necessidades sejam atendidas.

-Atenção ao período de carência, para resgate dos valores investidos, pois, ser retirados antes do prazo, podem ser cobrados juros e multa.

Poupar hoje, para garantir um futuro estável, sem dívidas, com uma renda fixa e extra, é importante não só para si, mas aos filhos e netos.

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.