Bom Dia https://www.redebomdia.com.br Notícias, Dinheiro e Entretenimento Fri, 25 May 2018 00:58:00 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.9.6 https://www.redebomdia.com.br/wp-content/uploads/2018/04/cropped-148800-32x32.png Bom Dia https://www.redebomdia.com.br 32 32 Governo e representantes de caminhoneiros firmam acordo para suspender greve https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/governo-e-representantes-de-caminhoneiros-firmam-acordo-para-suspender-greve/ https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/governo-e-representantes-de-caminhoneiros-firmam-acordo-para-suspender-greve/#respond Fri, 25 May 2018 00:57:06 +0000 https://www.redebomdia.com.br/?p=1072

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, anunciou nesta quinta-feira (24) que o governo fechou acordo com categorias de caminhoneiros para suspensão da greve nacional por 15 dias. A paralisação foi iniciada na segunda-feira (21) e, de acordo com ele, das 11 entidades representativas da categoria, só a União Nacional dos Caminhoneiros não concordou com […]

O post Governo e representantes de caminhoneiros firmam acordo para suspender greve apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, anunciou nesta quinta-feira (24) que o governo fechou acordo com categorias de caminhoneiros para suspensão da greve nacional por 15 dias. A paralisação foi iniciada na segunda-feira (21) e, de acordo com ele, das 11 entidades representativas da categoria, só a União Nacional dos Caminhoneiros não concordou com os termos do acordo.

Segundo Padilha, a Petrobras vai manter a redução de 10 por cento no preço do óleo diesel pelos próximos 30 dias e vai assegurar periodicidade mínima de 30 dias para eventuais reajustes do combustível nas refinarias.

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, informou que o preço definido para o diesel pela Petrobras na quarta será mantido por 30 dias. A estatal anunciou redução de 10%, sem reajuste por 15 dias

Pelo texto do acordo, os representantes das entidades de caminhoneiros que participaram da reunião (à exceção de um) se comprometeram a “apresentar aos manifestantes” os termos do acordo.
Questionado se, com o anúncio, haverá normalização da situação, Padilha disse acreditar que a “qualquer momento” o movimento dos caminhoneiros começará a ser “desativado”.

Reunião com caminhoneiros demorou mais de seis horas

A reunião durou mais de seis horas com representantes de entidades de caminhoneiro, Além de Padilha, estavam no encontro os ministros Carlos Marun (Secretaria de Governo), Eduardo Guardia (Fazenda) e Valter Casimiro (Transportes) anunciaram na noite desta quinta-feira (24) a proposta do governo de um acordo para a suspensão da paralisação da categoria, que há quatro dias provoca bloqueios de rodovias e desabastecimento em todo o país.

Compromissos do governo

Pela proposta, o governo federal assume os seguintes compromissos: reduzir a zero a alíquota da Cide, em 2018, sobre o óleo diesel, bem como as necessárias providências decorrentes dessa medida; e manter a redução de 10% no valor do óleo diesel a preços na refinaria, já praticados pela Petrobras, nos próximos trinta dias, considerando as necessárias compensações financeiras pela União à Petrobras, no intuito de garantir a autonomia da estatal.

O governo também deve assegurar a periodicidade mínima de 30 dias para eventuais reajustes do preço do óleo diesel na refinaria, a partir do preço definido pelo critério do item b, considerando as necessárias compensações financeiras pela União à Petrobras, no intuito de garantir a autonomia da estatal; e reeditar, no dia 1º de junho de 2018, a Tabela de Referência do frete do serviço do transporte remunerado de cargas por conta de terceiro, bem como mantê-la atualizada trimestralmente, pela ANTT.

Além disso, caberá ao governo promover gestão junto aos estados da federação, para implementação da isenção da isenção da tarifa de pedágio prevista no art. 17 da Lei nº 13.103, de 2015 (não cobrança sobre o eixo suspenso em caminhões vazios). Em não sendo bem sucedida a tratativa administrativa com os estados, a União adotará as medidas judiciais cabíveis.

O governo também deverá editar medida provisória, em até quinze dias, para autorizar a Conab a contratar transporte rodoviário de cargas, dispensando-se procedimento licitatório, para até 30% de sua demanda de frete, para cooperativas ou entidades sindicais da categoria dos transportadores autônomos. Além disso, não poderá promover a reoneração da folha de pagamento do setor de transporte rodoviário de cargas;

Requerer a extinção das ações judiciais possessórias, ou de qualquer outra natureza, propostas pela União em face das entidades relacionadas com o movimento paredista de caminhoneiros de que trata o acordo é outro dever do governo. Além disso, ele deverá informar às autoridades de trânsito competentes acerca da celebração do presente Termo, para instrução nos eventuais processos administrativos instaurados em face das entidades ou de seus associados em decorrência de atos praticados no curso do movimento paredista;

O governo deverá, ainda, manter com as entidades reuniões periódicas para acompanhamento do adimplemento dos compromissos estabelecidos no termo, ficando desde já estabelecido o prazo de quinze dias para a celebração do próximo encontro. Além disso, terá de buscar junto à Petrobras a oportunização aos transportadores autônomos à livre participação nas operações de transporte de cargas, na qualidade de terceirizados das empresas contratadas pela estatal. Também deverá solicitar à Petrobras que seja observada a Resolução/ANTT nº 420, de 2004, no que diz respeito à renovação da frota nas contratações de transporte rodoviário de carga.

Responsabilidade dos representantes dos caminhoneiros

Pelo texto da proposta de acordo, os representantes dos caminhoneiros se comprometem a “apresentar aos manifestantes” a proposta. “As entidades reconhecem o empenho do governo federal em buscar soluções para atender às demandas das categorias representadas pelas entidades, bem como se comprometem a apresentar aos manifestantes o presente termo para a suspensão do movimento paredista por 15 dias, quando será realizada nova reunião com o governo federal para acompanhamento do adimplemento dos compromissos estabelecidos nesse termo”, diz o texto.

O post Governo e representantes de caminhoneiros firmam acordo para suspender greve apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>
https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/governo-e-representantes-de-caminhoneiros-firmam-acordo-para-suspender-greve/feed/ 0
Resolução regulamenta distribuição de recursos do Fundo Eleitoral https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/resolucao-regulamenta-distribuicao-de-recursos-do-fundo-eleitoral/ https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/resolucao-regulamenta-distribuicao-de-recursos-do-fundo-eleitoral/#respond Thu, 24 May 2018 23:41:31 +0000 https://www.redebomdia.com.br/?p=1068

Por unanimidade, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovou nesta quinta-feira (24) uma resolução para regulamentar a distribuição de recursos do Fundo Eleitoral público, de R$ 1,716 bilhão, para financiar campanhas. Entre as principais definições está a de que cada partido somente receberá os recursos após sua respectiva executiva nacional aprovar e divulgar amplamente os critérios […]

O post Resolução regulamenta distribuição de recursos do Fundo Eleitoral apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>

Por unanimidade, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovou nesta quinta-feira (24) uma resolução para regulamentar a distribuição de recursos do Fundo Eleitoral público, de R$ 1,716 bilhão, para financiar campanhas.

Entre as principais definições está a de que cada partido somente receberá os recursos após sua respectiva executiva nacional aprovar e divulgar amplamente os critérios para distribuição do dinheiro entre os candidatos, que podem ser alvo de contestação pela Justiça Eleitoral.

De acordo com os critérios definidos em lei, entre eles o tamanho das bancadas no Congresso no dia 28 de agosto de 2017, o TSE calculou qual a porcentagem dos recursos que caberá a cada partido. A legenda que mais receberá recursos será o MDB (13,64%), que deve ficar com R$ 234,19 milhões.

O segundo partido que receberá mais recursos será o PT (12,36%), com R$ 212,2 milhões, seguido por: PSDB (10,83%), com R$ 185,8 milhões; PP (7,63%), com R$ 130,9 milhões; e PSB (6,92%), com R$ 118,7 milhões. Partido Novo, PMB, PCO e PCB (0,57%) serão as legendas com menos recursos do Fundo Eleitoral, tendo direito a R$ 970 mil cada.

Uma vez liberados, os valores devem ser transferidos para uma conta única do diretório nacional de cada partido, que deverá, então, promover a distribuição entre os candidatos, conforme os critérios divulgados anteriormente. Posteriormente, nas prestações de contas eleitorais, a Justiça Eleitoral verificará se tais critérios foram obedecidos.

Apesar do valor total do Fundo Eleitoral já ter sido definido pelo Congresso no ano passado, a planilha divulgada pelo TSE não traz valores em reais, somente as porcentagens de cada partido.

Segundo o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, isso se dá por precaução, pois a Justiça Eleitoral prefere aguardar o efetivo depósito dos recursos em uma conta específica, pois imprevistos que podem alterar o valor efetivamente disponibilizado e o cálculo poderia não ser preciso.

“Estamos estabelecendo os porcentuais, depois quando vier a disponibilidade total vamos divulgar os valores. Sem que venha antes [o dinheiro], nós podemos mencionar valores que podem não corresponder à realidade”, disse Fux.

A resolução aprovada nesta quinta prevê ainda que 30% dos recursos de cada partido deve ser aplicado na candidatura de mulheres, conforme confirmado na semana passada pelo próprio TSE.

De acordo com a lei que criou o Fundo Eleitoral, os critérios para a distribuição para cada partido foram:

I – 2% (dois por cento), divididos igualitariamente entre todos os partidos com estatutos registrados no TSE;

II – 35% (trinta e cinco por cento), divididos entre os partidos que tenham pelo menos um representante na Câmara dos Deputados, na proporção do percentual de votos por eles obtidos na última eleição geral para a Câmara dos Deputados;

III – 48% (quarenta e oito por cento), divididos entre os partidos, na proporção do número de representantes na Câmara dos Deputados, consideradas as legendas dos titulares;

IV – 15% (quinze por cento), divididos entre os partidos, na proporção do número de representantes no Senado Federal, consideradas as legendas dos titulares.

Porcentagem a que cada partido tem direito no fundo eleitoral

PMDB – 13,64%
PT – 12,36%
PSDB – 10,83%
PP – 7,36%
PSB – 6,92%
PR – 6,59%
PSD – 6,52%
DEM – 5,19%
PRB – 3,9%
PTB – 3,62%
PDT – 3,58%
SD – 2,33%
PTN (Podemos) – 2,1%
PSC – 2,09%
PCdoB – 1,77%
PPS – 1,7%
PV – 1,43%
PSOL – 1,24%
Pros – 1,23%
PHS – 1,05%
PTdoB (Avante) – 0,72%
Rede – 0,62%
Patriota – 0,57%
PSL – 0,53%
PTC – 0,36%
PRP – 0,31%
PSDC – 0,24%
PMN – 0,22%
PRTB – 0,22%
PSTU – 0,57%
PPL – 0,57%
PCB – 0,57%
PCO – 0,57%
PMB – 0,57%
Novo – 0,57%

O post Resolução regulamenta distribuição de recursos do Fundo Eleitoral apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>
https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/resolucao-regulamenta-distribuicao-de-recursos-do-fundo-eleitoral/feed/ 0
Portaria define regras de trabalho intermitente https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/portaria-regulamenta-trabalho-intermitente/ https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/portaria-regulamenta-trabalho-intermitente/#respond Thu, 24 May 2018 23:34:18 +0000 https://www.redebomdia.com.br/?p=1065

O Ministério do Trabalho publicou nesta quinta-feira (24), no Diário Oficial da União (DOU), uma portaria que regulamenta a prática do trabalho intermitente. A modalidade de contratação de mão de obra é autorizada pela nova legislação trabalhista, em vigor desde novembro de 2017. Assinada pelo ministro Helton Yomura, a portaria estabelece que o trabalhador autônomo poderá […]

O post Portaria define regras de trabalho intermitente apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>

O Ministério do Trabalho publicou nesta quinta-feira (24), no Diário Oficial da União (DOU), uma portaria que regulamenta a prática do trabalho intermitente. A modalidade de contratação de mão de obra é autorizada pela nova legislação trabalhista, em vigor desde novembro de 2017.

Assinada pelo ministro Helton Yomura, a portaria estabelece que o trabalhador autônomo poderá prestar serviços a mais de um contratante, em horários distintos, mesmo que os contratantes atuem em um mesmo segmento econômico. Com ou sem exclusividade, de forma contínua ou não, o contrato de trabalho autônomo afasta o vínculo empregatício permanente.

Os termos do contrato de trabalho intermitente deverão constar em contrato por escrito e ser registrados na carteira de trabalho do prestador de serviço, contendo a identificação do empregador, o valor da hora de trabalho ou da diária, o local e o prazo para o pagamento da remuneração devida.

Valor pelo trabalho intermitente

O valor a ser pago ao trabalhador intermitente não poderá ser inferior ao valor horário ou diário do salário mínimo, nem inferior ao que é pago aos demais empregados do estabelecimento que exerçam a mesma função.

Por outro lado, “dadas as características especiais do contrato de trabalho intermitente”, o ministério autoriza que seja pago ao trabalhador intermitente acima do valor correspondente à remuneração horária ou diária paga a outros trabalhadores da empresa.

No contrato de trabalho intermitente, o período de inatividade não será considerado tempo à disposição do empregador e nem será remunerado – hipótese em que restará descaracterizado o contrato de trabalho intermitente caso haja remuneração por tempo à disposição no período de inatividade.

As verbas rescisórias e o aviso prévio devidos ao trabalhador intermitente por ocasião da rescisão do contrato deverão ser calculados com base na média dos valores recebidos pelo empregado no curso do contrato de trabalho intermitente. O empregador deverá recolher as contribuições previdenciárias próprias e do empregado e o depósito do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) com base nos valores pagos no período mensal, fornecendo ao empregado o comprovante do cumprimento dessas obrigações.

Reforma Trabalhista

Aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente Michel Temer em julho do ano passado, a chamada Reforma Trabalhista (a Lei 13.467) entrou em vigor no dia 11 de novembro de 2017. Durante o debate no Senado, parlamentares e governo acordaram que, para evitar que o texto tivesse que voltar a ser analisado pela Câmara dos Deputados, os senadores se absteriam de propor inclusões que modificassem o projeto já aprovado pelos deputados. Em troca, o Palácio do Planalto regulamentaria os pontos mais polêmicos por meio de medida provisória.

O governo enviou a MP 808/2017 ao Congresso Nacional em novembro, mas ela ainda nem começou a tramitar. Sem consenso e com quase mil emendas apresentadas ao texto, nem o relator da comissão especial chegou a ser designado. Sem ter sido votada e transformada em lei, a MP caducou em abril deste ano.
Ontem (23), o ministro do Trabalho, Helton Yomura, disse a jornalistas que os novos ajustes para dar mais segurança jurídica à reforma trabalhista devem ser apresentadas em até 15 dias e não precisão ser submetidos à aprovação do Congresso.

O post Portaria define regras de trabalho intermitente apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>
https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/portaria-regulamenta-trabalho-intermitente/feed/ 0
Alerta de saúde dos dentes em bebidas açucaradas pode dissuadir compradores https://www.redebomdia.com.br/saude/05/2018/alerta-de-saude-dos-dentes-em-bebidas-acucaradas-pode-dissuadir-compradores/ https://www.redebomdia.com.br/saude/05/2018/alerta-de-saude-dos-dentes-em-bebidas-acucaradas-pode-dissuadir-compradores/#respond Thu, 24 May 2018 23:18:43 +0000 https://www.redebomdia.com.br/?p=1060

Avisos gráficos de saúde, como aqueles em maços de cigarros, mostrando fileiras de dentes podres em latas de refrigerante e outras bebidas açucaradas, poderiam impedir alguns adultos jovens de comprá-los, mostrou um estudo do Reino Unido. Bebidas açucaradas são culpadas por alimentar a epidemia de obesidade, mas apesar das grandes quantidades de açúcar que contêm […]

O post Alerta de saúde dos dentes em bebidas açucaradas pode dissuadir compradores apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>

Avisos gráficos de saúde, como aqueles em maços de cigarros, mostrando fileiras de dentes podres em latas de refrigerante e outras bebidas açucaradas, poderiam impedir alguns adultos jovens de comprá-los, mostrou um estudo do Reino Unido.

Bebidas açucaradas são culpadas por alimentar a epidemia de obesidade, mas apesar das grandes quantidades de açúcar que contêm – nove colheres de chá em uma lata de Coca-Cola – elas não carregam um aviso vermelho de semáforo, que é voluntário no Reino Unido. Os impostos sobre o açúcar, como o recentemente introduzido no Reino Unido, podem reduzir as vendas, mas especialistas em obesidade acreditam que é preciso mais ação.

A professora Anna Peeters, da Universidade Deakin, na Austrália, e seus colegas analisaram a viabilidade de introduzir alertas de saúde sobre as ligações entre bebidas açucaradas e obesidade, diabetes tipo 2 e cárie dentária. Eles testaram quatro tipos diferentes de advertências – de texto simples sobre o risco da doença, o número de colheres de chá de açúcar, a imagem de dentes podres.

Os pesquisadores mostraram as bebidas com as advertências para 994 jovens adultos, com idade entre 18 e 35 anos. Os participantes foram convidados a imaginar que estavam entrando em uma loja, um café ou se aproximando de uma máquina para escolher uma das 15 bebidas para comprar, algumas açucaradas e outras. alguns sem açúcar. Algumas das bebidas açucaradas não tinham rótulo. Outros carregavam um aviso ou uma classificação de estrelas de saúde.

Advertências reduziram compras de bebidas açucaradas

O efeito foi maior do que Peeters esperava. Todas as advertências reduziram a inclinação dos sujeitos para comprar as bebidas, mas houve uma queda de 20% nas compras imaginárias daquelas bebidas com uma imagem de dentes podres.

“Se houvesse palatabilidade política para advertências gráficas, isso teria o efeito mais forte, então é esse que eu gostaria de fazer”, disse Peeters no Congresso Europeu sobre Obesidade, onde ela estava apresentando sua pesquisa.

“Você vai ter um empurrão da indústria e possivelmente da comunidade”, disse ela. “Se você tivesse uma boa aceitação social dos avisos gráficos, iria para isso. Mas se o governo achou muito difícil, os outros três também são muito bons ”.

Uma advertência por escrito sobre o risco elevado de diabetes tipo 2 como resultado da obesidade não teria o mesmo impacto que a imagem, disse ela, “a menos que você opte por amputações”, o que pode ser uma conseqüência da doença.

Peeters disse que o estudo mostrou o potencial dos alertas da frente para mudar o comportamento das pessoas. “Embora nenhuma medida única reverta a crise da obesidade, dado que a maior fonte de açúcares adicionados em nossa dieta vem de bebidas adoçadas com açúcar, há um caso convincente para a introdução de rótulos na frente das bebidas açucaradas em todo o mundo” ela disse.

O professor Jason Halford, da Universidade de Liverpool, tesoureiro da Associação Européia para
O estudo da obesidade, disse que havia uma necessidade de fabricantes e varejistas como os supermercados para trazer avisos de semáforo em bebidas açucaradas. Se não o fizerem, “teremos que adotar algo regulador e o regulatório pode ser isso. E pode ser o mais eficaz ”, disse ele.

Barbara Crowthers, coordenadora da Campanha de Alimentos Infantis, disse: “Há definitivamente um papel para a rotulagem de saúde honesta e clara ao desencorajar as pessoas a consumirem muitas bebidas açucaradas, juntamente com outras medidas como reformulação de produtos, restrições de marketing e publicidade, abordando o tamanho das porções e introdução de desincentivos nos preços, como o novo imposto sobre as bebidas açucaradas do Reino Unido. Embora, como vimos nos cigarros, nem todo mundo fique desconcertado com rótulos gráficos, deixando claro que o consumo de bebidas açucaradas também pode levar ao treinamento do dentista, o que poderia proporcionar um efeito dissuasivo adicional para muitos jovens ”.

O post Alerta de saúde dos dentes em bebidas açucaradas pode dissuadir compradores apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>
https://www.redebomdia.com.br/saude/05/2018/alerta-de-saude-dos-dentes-em-bebidas-acucaradas-pode-dissuadir-compradores/feed/ 0
Brasil recebe oferta da Shell por ter óleo do pré-sal https://www.redebomdia.com.br/economia/05/2018/brasil-recebe-oferta-da-shell-por-ter-oleo-do-pre-sal/ https://www.redebomdia.com.br/economia/05/2018/brasil-recebe-oferta-da-shell-por-ter-oleo-do-pre-sal/#respond Thu, 24 May 2018 22:52:54 +0000 https://www.redebomdia.com.br/?p=1055

Um leilão de petróleo do governo brasileiro a partir dos cobiçados campos do pré-sal só atraiu o interesse de uma concorrente, a Royal Dutch Shell Plc (RDSa.L), disseram fontes a par do assunto nesta quinta-feira (24). O leilão está marcado para 30 de maio. Será a primeira vez que o governo vai vender sua participação […]

O post Brasil recebe oferta da Shell por ter óleo do pré-sal apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>

Um leilão de petróleo do governo brasileiro a partir dos cobiçados campos do pré-sal só atraiu o interesse de uma concorrente, a Royal Dutch Shell Plc (RDSa.L), disseram fontes a par do assunto nesta quinta-feira (24).

O leilão está marcado para 30 de maio. Será a primeira vez que o governo vai vender sua participação no pré-sal, onde bilhões de barris de petróleo estão presos sob uma camada espessa de sal sob o fundo do oceano.

Shell confirmou em um comunicado que se registrou para licitar no leilão.

O petróleo virá de três áreas do pré-sal, incluindo a área de Mero, localizada no campo de Libra da bacia de Santos. O restante virá do campo de Sapinhoa, na bacia de Campos e no campo de Lula, na bacia de Santos.

As regras brasileiras ditam que as empresas que disputam participações no prolífico pré-sal devem fazer uma oferta prometendo uma parcela da produção de petróleo ao governo. Mas regras estabelecendo como o governo deve vender sua parte demorou muitos meses para aprovar.

Shell se aventura de volta à energia solar

A Royal Dutch Shell (RDSa.L) concordou em janeiro em adquirir uma participação em uma empresa de energia solar dos Estados Unidos, 12 anos depois de sair do setor, no mais recente de uma série de acordos para crescer além de seu negócio principal de petróleo e gás.

A companhia anglo-holandesa também deu luz verde para seu primeiro grande projeto no Mar do Norte em seis anos, sinalizando um retorno cauteloso aos gastos após três anos de aperto do cinto diante dos preços mais baixos do petróleo.

A Shell concordou em comprar uma participação de 43,86% na Silicon Ranch Corporation de fundos ligados ao Partners Group por até US $ 217 milhões (157,14 milhões de libras). Ele segue os passos da rival britânica BP (BP.L), que no mês passado também voltou a entrar no setor solar com o investimento de US $ 200 milhões na Lightsource.

A Silicon Ranch, sediada em Nashville, Tennessee, desenvolve, possui e opera usinas solares nos Estados Unidos, com capacidade de 880 megawatts. A Shell também tem a opção de aumentar sua participação após 2021.

“Com esta entrada no setor solar em rápido crescimento, a Shell é capaz de alavancar sua experiência como um dos três principais vendedores de energia no atacado nos EUA, enquanto expande sua pegada global de Novas Energias”, disse Marc van Gerven, vice-presidente de energia solar da Shell. , disse em um comunicado.

Em novembro, a Shell dobrou seu investimento planejado em sua nova divisão de energia, que se concentra em energias renováveis ​​e tecnologias de baixo carbono, para US $ 1 bilhão a US $ 2 bilhões até 2020.

O investimento em renováveis ​​excede em muito o de outras grandes empresas petrolíferas, mas ainda representa uma fração do gasto total de capital da Shell de cerca de US $ 25 bilhões.As companhias petrolíferas estão sob crescente pressão dos investidores para se adaptarem à transição para a redução da energia do carbono, à medida que os governos procuram reduzir as emissões de gases com efeito de estufa até ao final do século.

O acordo segue uma série de investimentos recentes da Shell no setor de veículos elétricos em rápido crescimento, incluindo a aquisição, em outubro, da NewMotion, sediada na Holanda. No mês passado, a Shell concordou em comprar a provedora britânica de energia e banda larga First Utility, visando um mercado para seu fornecimento de gás, que espera desempenhar um papel crescente na transição para fontes de energia de baixo carbono.

O post Brasil recebe oferta da Shell por ter óleo do pré-sal apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>
https://www.redebomdia.com.br/economia/05/2018/brasil-recebe-oferta-da-shell-por-ter-oleo-do-pre-sal/feed/ 0
STF suspende julgamento de ação de aposentadoria de policiais civis https://www.redebomdia.com.br/noticias/05/2018/stf-suspende-julgamento-de-acao-de-aposentadoria-de-policiais-civis/ https://www.redebomdia.com.br/noticias/05/2018/stf-suspende-julgamento-de-acao-de-aposentadoria-de-policiais-civis/#respond Thu, 24 May 2018 22:39:40 +0000 https://www.redebomdia.com.br/?p=1053

Um pedido de vista do ministro Alexandre de Moraes suspendeu nesta quinta-feira (24) o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5039), na qual se questiona lei do Estado de Rondônia sobre os critérios de aposentadoria de policiais civis do estado. O julgamento foi suspenso após o voto do relator, ministro Edson Fachin, que se […]

O post STF suspende julgamento de ação de aposentadoria de policiais civis apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>

Um pedido de vista do ministro Alexandre de Moraes suspendeu nesta quinta-feira (24) o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5039), na qual se questiona lei do Estado de Rondônia sobre os critérios de aposentadoria de policiais civis do estado. O julgamento foi suspenso após o voto do relator, ministro Edson Fachin, que se posicionou pela inconstitucionalidade da norma que assegura a paridade entre policiais civis ativos e inativos. De acordo com o relator, policiais civis e militares estão vinculados a regimes jurídicos distintos, não sendo possível estender aos servidores civis as mesmas vantagens concedidas aos militares.

A ADI foi ajuizada pelo governador de Rondônia contra dispositivos da Lei Complementar 432/2008, com redação dada pela Lei Complementar 672/2012. Segundo a lei rondoniense, entre outra vantagens, o policial civil do estado, ao passar para a inatividade, recebe remuneração equivalente ao subsídio integral da classe imediatamente superior, ou acrescida de 20%, no caso de estar na última classe.

Único a votar na sessão desta quinta-feira (24), o relator da ADI 5039, ministro Edson Fachin, entende que a paridade de proventos nos termos propostos é inconstitucional. O ministro destacou que as regras impugnadas concedem aos policiais civis, regidos pelo mesmo regime jurídico dos servidores civis, vantagens que são exclusivas dos policiais militares. Segundo ele, a jurisprudência do STF é no sentido de que a categoria não pode usufruir de vantagens asseguradas unicamente aos militares.

Aposentadoria de servidores

O relator salientou que, embora estados e municípios possam elaborar leis que regulamentem a aposentadoria de seus servidores, não é possível ultrapassar as regras previstas no artigo 40 da Constituição Federal. Em relação aos policiais civis, ressaltou o ministro, é necessário, também, não exacerbar a regra geral da Lei Complementar 51/1985, que estabeleceu normas gerais para a aposentadoria do servidor público policial.

Fachin observou que a garantia de paridade de proventos entre servidores ativos e inativos, ou seja, a garantia de que os aposentados terão sua remuneração revista ao mesmo tempo em que se proceder ao reajuste dos servidores da ativa, com a incorporação das mesmas vantagens, viola as regras constitucionais introduzidas pela Emenda Constitucional (EC) 41, que alterou os critérios de aposentadoria dos servidores públicos.

Dessa forma, o relator propôs declarar parcialmente procedente a ADI 5039 para declarar a inconstitucionalidade do parágrafo 12 do artigo 45, e dos parágrafos 1°, 4°, 5° e 6º do artigo 91-A, da Lei Complementar 432/2008, com redação dada pela Lei Complementar 672/2012, de Rondônia.

Pedido de vista

Ao pedir vista da ação, o ministro Alexandre de Moraes destacou ser necessária uma análise mais detalhada dos reflexos da Emenda Constitucional (EC) 47 que alterou a norma constitucional que trata da aposentadoria dos servidores públicos (artigo 40), em relação ao exercício de atividades de risco e sua eventual aplicabilidade aos policiais civis.

O post STF suspende julgamento de ação de aposentadoria de policiais civis apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>
https://www.redebomdia.com.br/noticias/05/2018/stf-suspende-julgamento-de-acao-de-aposentadoria-de-policiais-civis/feed/ 0
Maduro toma posse, apesar de eleição questionada https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/maduro-toma-posse-apesar-de-eleicao-questionada/ https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/maduro-toma-posse-apesar-de-eleicao-questionada/#respond Thu, 24 May 2018 22:24:49 +0000 https://www.redebomdia.com.br/?p=1049

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, 55 anos, assumiu nesta quinta-feira (24) mais um mandato e fez o juramento de posse, na Assembleia Nacional Constituinte (ANC), antecipando a cerimônia prevista para janeiro. Ele foi reeleito para mais seis anos de mandato (2019-2025). Maduro foi reeleito no domingo passado ao receber 6.224.040 votos dos 9.132.655 de […]

O post Maduro toma posse, apesar de eleição questionada apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, 55 anos, assumiu nesta quinta-feira (24) mais um mandato e fez o juramento de posse, na Assembleia Nacional Constituinte (ANC), antecipando a cerimônia prevista para janeiro. Ele foi reeleito para mais seis anos de mandato (2019-2025).

Maduro foi reeleito no domingo passado ao receber 6.224.040 votos dos 9.132.655 de venezuelanos que participaram das votações, 46,02% do censo eleitoral em um pleito com a menor participação da história do país.

“Assim podemos dizer que tivemos eleições legais, justas, legítimas e por isso entrego minhas credenciais à vontade popular”, afirmou o presidente reeleito.

A reeleição de Maduro é alvo de contestação interna, por parte de oposicionistas, e externa, pois vários países, incluindo o Brasil, questionam a legitimidade do processo eleitoral. Em nota, o Brasil levantou dúvidas sobre o resultado das eleições.

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou sanções econômicas à Venezuela por discordar do processo eleitoral e da reeleição de Maduro. Trump expulsou os diplomatas venezuelanos do território norte-americano. Maduro reagiu, fazendo o mesmo com os diplomatas norte-americanos na Venzuela.

Países desconhecem eleição de Maduro

Ao menos 15 países desconheceram a eleição presidencial venezuelana. O governo brasileiro e de outros 13 países anunciaram na última segunda-feira (21) que não reconhecem a eleição que garantiu a Nicolas Maduro um mandato de mais seis anos no poder. As suspeitas de fraude fizeram os países informarem que vão convocar seus embaixadores em Caracas para consultas sobre o caso.

Um protesto oficial deverá mobilizar os representantes diplomáticos da Venezuela em cada um dos países. As 14 nações que se manifestaram formam o grupo de Lima (Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru, Santa Lúcia e Brasil). Mais cedo os Estados Unidos também informaram que não reconhecem o resultado da eleição.

De acordo com o comunicado dos países de Lima, eles não reconhecem a legitimidade do processo eleitoral que teve lugar na República Bolivariana da Venezuela, concluído no último dia 20 de maio, por não estar em conformidade com os padrões internacionais de um processo democrático que eles chamam de um processo democrático, livre, justo e transparente. Segundo o grupo, a eleição de Maduro foi uma fraude.

Os países destacaram preocupação com o agravamento da crise política, econômica, social e humanitária que, segundo eles, dilacerou a vida na Venezuela. Na avaliação do grupo, os problemas se refletem na grande migração de pessoas daquele país que chegam aos outros países em condições difíceis, na perda de instituições democráticas, do estado de direito e na falta de garantias e liberdades políticas dos cidadãos.

Além de pressionarem pela diminuição das relações diplomáticas com Caracas, os países também afirmaram que estão preocupados com a imigração venezuelana e com a condição sanitária do país, reforçando sua posição contra Maduro.

Nesse sentido, o grupo fechou acordo para convocar duas reuniões para debater os temas. A que diz respeito sobre migração será em junho, no Peru, enquanto a de saúde ainda não tem data ou local definidos.

Os países, além disso, informaram que vão adotar algumas medidas para pressionar financeiramente o governo da Venezuela para respeitar decisões da Assembleia Nacional, que tem maioria da oposição e perdeu poderes com a criação de uma Constituinte no ano passado.

O grupo de 14 países divulgou, também, que vai intensificar a fiscalização contra crimes financeiros, como corrupção e lavagem de dinheiro. Segundo eles, os crimes seriam cometidos por empresas ou indivíduos venezuelanos e, por isso, pediram que o restante de toda a comunidade internacional se manifeste da mesma forma.

Para pressionar por novas eleições, nos padrões que definem como democráticas, livres e justas, os países querem que instituições financeiras regionais e internacional neguem o empréstimo de dinheiro a Caracas e o autorize apenas em casos em que a verba for utilizada para ajuda humanitária.

Separadamente, o Itamaraty também publicou um comunicado. No documento, destacou a sua posição contra o resultado das eleições venezuelanas e reforçou a postura favorável ao grupo de Lima. De acordo com o Itamaraty, o pleito venezuelano não teve “legitimidade e credibilidade”.

O post Maduro toma posse, apesar de eleição questionada apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>
https://www.redebomdia.com.br/politica/05/2018/maduro-toma-posse-apesar-de-eleicao-questionada/feed/ 0
Fies: MEC publica regras para preencher vagas remanescentes https://www.redebomdia.com.br/educacao/05/2018/mec-publica-regras-para-preencher-vagas-remanescentes-do-fies/ https://www.redebomdia.com.br/educacao/05/2018/mec-publica-regras-para-preencher-vagas-remanescentes-do-fies/#respond Thu, 24 May 2018 22:20:33 +0000 https://www.redebomdia.com.br/?p=1033

O MEC (Ministério da Educação) publicou, na última terça-feira (22), no Diário Oficial da União, a portaria sobre o preenchimento de vagas remanescentes do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) referente ao primeiro semestre de 2018. O edital do processo seletivo será divulgado em breve, juntamente com o cronograma e as vagas remanescentes que serão oferecidas. […]

O post Fies: MEC publica regras para preencher vagas remanescentes apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>

O MEC (Ministério da Educação) publicou, na última terça-feira (22), no Diário Oficial da União, a portaria sobre o preenchimento de vagas remanescentes do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) referente ao primeiro semestre de 2018.

O edital do processo seletivo será divulgado em breve, juntamente com o cronograma e as vagas remanescentes que serão oferecidas.

Quem poderá se inscrever?

As vagas remanescentes poderão ser concorridas pelos candidatos que atenda às seguintes condições:

–  Fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010;
– Atingiu a média aritmética das notas igual ou superior a 450 pontos, sem ter zerado a redação;
– Possui renda familiar mensal bruta per capita de até 3 salários mínimos.
– A prioridade é selecionar os candidatos que foram aprovados no Fies neste ano, mas não puderam ingressar -porque não houve formação de turma no curso escolhido.

Quem não poderá participar desta etapa do Fies?

Não poderá concorrer a uma das vagas remanescentes os candidatos que:

– Estejam usando o Fies atualmente;
– Não tenham quitado o financiamento de um contrato do programa.

Como faço para me inscrever?

Para se candidatar às vagas remanescentes, o candidato deverá realizar sua inscrição exclusivamente pela internet, na página do FiesSeleção, no período que será divulgado pelo MEC.

De onde são as vagas remanescentes?

As vagas que serão ofertadas são aquelas que não foram preenchidas por motivos como:

– Cancelamento de inscrição;
– Falta de complementação da inscrição no FiesSeleção;
– Ausência à universidade para comprovar as informações pessoais;
– Ausência no banco para entrega de documento e formalização do contrato;
– Reprovação de informações dadas no processo seletivo.
– Mais informações, acesse o site do Fies.

Novo Fies

Com novas regras aprovadas em dezembro de 2017, o Fies (agora chamado de Novo Fies pelo MEC) ofertou 155 mil vagas no primeiro semestre de 2018. Destas, 80 mil foram para o Fies, modalidade sem juros, enquanto outras 75 mil foram para o Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

O post Fies: MEC publica regras para preencher vagas remanescentes apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>
https://www.redebomdia.com.br/educacao/05/2018/mec-publica-regras-para-preencher-vagas-remanescentes-do-fies/feed/ 0
Netflix se torna a mais valiosa empresa de mídia dos EUA https://www.redebomdia.com.br/economia/05/2018/netflix-se-torna-a-mais-valiosa-empresa-de-midia-dos-eua/ https://www.redebomdia.com.br/economia/05/2018/netflix-se-torna-a-mais-valiosa-empresa-de-midia-dos-eua/#respond Thu, 24 May 2018 22:11:15 +0000 https://www.redebomdia.com.br/?p=1046

  A Netflix superou a Disney como a empresa de mídia mais valiosa dos EUA na quinta-feira, um sinal de que o crescimento de assinantes da Netflix, juntamente com possíveis problemas na aquisição dos ativos de TV e filmes da 21st Century Fox, bem como mudanças nos hábitos de consumo de mídia de entretenimento, estão […]

O post Netflix se torna a mais valiosa empresa de mídia dos EUA apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>

 

A Netflix superou a Disney como a empresa de mídia mais valiosa dos EUA na quinta-feira, um sinal de que o crescimento de assinantes da Netflix, juntamente com possíveis problemas na aquisição dos ativos de TV e filmes da 21st Century Fox, bem como mudanças nos hábitos de consumo de mídia de entretenimento, estão contribuindo para mudanças no poder.

As ações da Netflix aumentaram 70% desde janeiro. As ações da Netflix saltaram energicamente na quinta-feira de manhã e às 12h15, hora local, em Nova York, as ações subiram 1,9%, para um recorde histórico de US $ 351,09 por ação. Isso deu à empresa uma capitalização de mercado de quase US $ 162 bilhões.

A Disney, em contraste, caiu 1,1%, para 101,74 dólares por ação, o que lhe dá um valor de mercado de US $ 151,6 bilhões. A queda da Disney se baseou principalmente nos temores de que a operadora de TV a cabo e NBCUniversal, a Comcast, armada com US $ 60 bilhões em dinheiro, poderia prevalecer em uma batalha com os ativos da Disney para a Fox.

A gigante da transmissão, Netflix, está no topo das notícias de um acordo multimilionário com Barack e Michelle Obama para usar sua recém-criada produtora de TV, a Higher Ground Productions, para criar programas.

“Esperamos cultivar e curar as vozes talentosas, inspiradoras e criativas que são capazes de promover maior empatia e compreensão entre os povos, e ajudá-los a compartilhar suas histórias com o mundo inteiro”, disse o ex-presidente no início desta semana.

Acordos da Netflix

A Netflix também fez acordos recentes com Shonda Rhimes, que produziu Grey’s Anatomy and Scandal, e o criador de Glee, Ryan Murphy.

De acordo com o Financial Times, o contrato “multi-anual” de Obamas inclui séries, documentários e longas-metragens com roteiros e sem roteiro.

Mas a batalha entre a Netflix e a Disney pode estar apenas esquentando. As duas empresas têm sido rivais cautelosas, com a Disney licenciando algum conteúdo para a Netflix. Esse acordo está definido para expirar à medida que a Disney se aprofunda no território de streaming de subscrição.

A competição por talentos criativos também foi acompanhada pela Apple, Google e Amazon, cada uma investindo bilhões de dólares na produção de conteúdo. Isso levou a um forte aumento nos custos – e um pagamento para talentos – com estúdios de entretenimento tradicionais lutando para igualar os bolsos mais profundos do Vale do Silício.

O post Netflix se torna a mais valiosa empresa de mídia dos EUA apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>
https://www.redebomdia.com.br/economia/05/2018/netflix-se-torna-a-mais-valiosa-empresa-de-midia-dos-eua/feed/ 0
Governo não consegue acordo com caminhoneiros https://www.redebomdia.com.br/economia/05/2018/governo-nao-consegue-acordo-com-caminhoneiros/ https://www.redebomdia.com.br/economia/05/2018/governo-nao-consegue-acordo-com-caminhoneiros/#respond Thu, 24 May 2018 22:02:57 +0000 https://www.redebomdia.com.br/?p=1043

O governo buscou não conseguiu fechar acordo com representantes dos caminhoneiros nesta quinta-feira (24). Nem todos os presentes aceitaram a proposta, na segunda reunião com líderes da categoria. O representante da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, negou o acordo proposto pelo governo de suspender a paralisação por um período entre 15 […]

O post Governo não consegue acordo com caminhoneiros apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>

O governo buscou não conseguiu fechar acordo com representantes dos caminhoneiros nesta quinta-feira (24). Nem todos os presentes aceitaram a proposta, na segunda reunião com líderes da categoria. O representante da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, negou o acordo proposto pelo governo de suspender a paralisação por um período entre 15 dias a um mês enquanto o governo continua trabalhando para reduzir o preço do diesel.

Lopes disse que outros líderes da categoria se mostraram receptivos à proposta de suspender a paralisação, mas ele se recusou e deixou o local antes do fim da reunião. A Abcam representa 700 mil caminhoneiros, com 600 sindicatos espalhados pelo Brasil.

“Todo mundo acatou a posição que pediram, mas eu não. Eu coloquei que respeito o que meus colegas pediram e estão sendo atendidos, que acho ser coisa secundária, e disse que vim resolver o problema do PIS, do Cofins e da Cide, que tá embutido no preço do combustível”, disse Lopes. Ele disse ainda que não fala em suspender a paralisação enquanto o Senado não aprovar a isenção do PIS/Cofins, projeto aprovado ontem pela Câmara .

Senador defende demissão de presidente da Petrobras

O vice-presidente do Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), disse nesta quinta-feira que está convocando os senadores para voltarem a Brasília e discutirem a crise dos combustíveis e os protestos de caminhoneiros que realizam paralisações e bloqueios em estradas de todo o país.

O vice-presidente do Senado também criticou o que chamou de falta de ação do governo e pediu a saída do presidente da Petrobras, Pedro Parente, do cargo, segundo ele, “para o bem do Brasil”.

Caminhoneiros individuais

Enquanto a reunião se desenrolava no 4º andar do Palácio do Planalto, o representante dos motoristas individuais do Centro-Oeste, Wallace Landim, disse que sua categoria não está representada na reunião e que nenhuma decisão acatada na reunião será seguida por eles. Ele tem uma posição similar à do representante da Abcam e disse que, enquanto o fim dos impostos sobre o diesel não estiver confirmado, a paralisação continuará.

“Não somos representados [pelas associações que estão na reunião]. Somos caminhoneiros individuais. Se a gente não estiver participando, não vai ter nenhum resultado. Pode sair de lá e falar que acabou a paralisação, que não adianta. A gente só libera a rodovia quando sair no Diário Oficial. Não estamos pedindo esmola, estamos pedindo o nosso direito”.

Durou cerca de duas horas a reunião desta manhã do presidente Michel Temer com o presidente da Petrobras, Pedro Parente, integrantes da equipe econômica e da área de transportes. O governo busca soluções para encerrar a paralisação dos caminhoneiros que já dura quatro dias e acabar com o bloqueio nas rodovias e a ameaça de desabastecimento em vários setores.

A reunião foi preparatória para a nova rodada de conversas com os caminhoneiros marcada para as 14h de hoje, na Casa Civil. Na reunião de ontem (23), representantes do governo e da categoria não entraram em acordo para encerrar a paralisação.

Participaram do encontro com Temer, além de Pedro Parente, os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia; do Planejamento, Estevam Colnago, o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid; os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha; dos Transportes, Valter Casimiro Silveira; de Minas e Energia, Moreira Franco; e da Secretaria de Governo, Carlos Marun.

O post Governo não consegue acordo com caminhoneiros apareceu primeiro em Bom Dia.

]]>
https://www.redebomdia.com.br/economia/05/2018/governo-nao-consegue-acordo-com-caminhoneiros/feed/ 0