Sassá, Mayke e Diogo Barbosa sofrem punições por confusão na Copa do Brasil

Cruzeirense pegou seis jogos de gancho, enquanto palmeirenses ficarão de fora por dois jogos do Campeonato Brasileiro

Foto: Fernando Dantas / Gazeta Press
0

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) julgou nesta quinta-feira o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, o direito Mayke, ambos do Palmeiras, e o atacante Sassá, do Cruzeiro por conta da confusão generalizada entre jogadores das equipes após o apito final da partida, realizada no Mineirão e válida pelo jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil, dia 26 de setembro – o time mineiro eliminou o paulista e faz a final com o Corinthians. Eles foram denunciados no Artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que diz respeito à prática de agressão física durante uma partida, prova ou equivalente. A punição em caso de condenação poderia chegar a 12 jogos.

Os três atletas foram punidos: o cruzeirense pegou seis jogos de suspensão e, portanto, está fora do segundo jogo da final do torneio (na ida, a Raposa venceu por 1 a 0 o Timão). E os jogadores palmeirenses foram punidos por dois compromissos. Como já não disputam mais a competição, a punição vale para o outro campeonato organizado pela CBF, o Brasileiro. Assim, eles serão ausências contra o Grêmio, domingo, às 16h, no Pacaembu, e também diante do Ceará, também no estádio, dia 21 deste mês. Voltam a ser opção para Luiz Felipe Scolari no dia dia 27 de outubro, frente ao Flamengo, no Maracanã, pela 31ª rodada.

Somente os jogadores do Verdão compareceram a audiência. O clube mineiro vai recorrer da decisão do Tribunal. O advogado Thetônio Chermont, que defendeu a equipe mineira no caso, solicitou a liberação de Sassá para o duelo contra o Corinthians na próxima quarta-feira, mas teve o seu pedido negado pelo auditor Rodrigo Raposo, que explanou: “Esquece, isso é premiar o jogador”.

Além deste compromisso, o atacante do time Celeste será ausência diante do Vasco (em São Januário), Chapecoense (no Independência) Ceará (no Mineirão), Paraná (no Mineirão) e América-MG (no Independência). Todos pelo Campeonato Brasileiro. Só voltará  a ficar à disposição no dia 10 de novembro, frente ao Atlético-PR, pela 33ª rodada, na Arena da Baixada.

Cruzeiro e Corintians decidem o título da Copa do Brasil na próxima quarta-feira, às 21h45, na Arena Corinthians. O time mineiro venceu na ida, no Mineirão, por 1 a 0, gol de Thiago Neves. Qualquer igualdade no placar faz com que os mineiros fiquem com o título. Vale lembrar que na decisão, o gol qualificado não vale mais.

A Raposa pode se tornar a primeira equipe a vencer a competição por dois anos seguidos. Apenas uma vez, desde então, o atual campeão conseguiu alcançar a final no ano seguinte: o Grêmio, campeão em 1994 diante do Ceará, encarou o Corinthians em 1995 na decisão e foi derrotado. Os mineiros buscam o sexto título para se tornarem os maiores campeões da competição. O Timão tenta o quarto caneco.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.