Everton tem novo problema muscular e desfalca o São Paulo contra o Internacional

Jogador sofreu um estiramento na coxa esquerda

Foto: Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press
0

O torcedor são-paulino estava otimista com o retorno do meia Everton para o duelo direto contra o Internacional, válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Entretanto, na partida diante do Palmeiras, em que ele entrou no segundo tempo, o jogador sofreu novo problema físico, agora um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda. A lesão anterior era uma fibrose na mesma coxa.

Everton não atua os noventa minutos de um jogo desde a 21ª rodada do Nacional, diante do Ceará, quando se machucou. De lá para cá, começou como titular diante do Santos (25ª rodada) e saiu ainda na primeira etapa frente ao Verdão no último sábado.

Sã Paulo depois da lesão de Everton (21ª rodada)
A equipe sem um dos seus principais jogadores ofensivos (ou sem estar 100% de suas condições), soma apenas uma vitória, quatro empates e duas derrotas. Marcou somente cinco gols nos sete jogos e sofreu sete.

São Paulo 1×1 Fluminense (gol de Tréllez)
Atlético-MG 1×0 São Paulo
São Paulo 1×0 Bahia (gol de Diego Souza)
Santos 0x0 São Paulo
São Paulo 1×1 América-MG (gol de Diego Souza)
Botafogo 2×2 São Paulo (gols de Diego Souza e Gonzalo Carneiro)
São Paulo 0x2 Palmeiras

São Paulo no returno do Campeonato Brasileiro
Da liderança do Campeonato Brasileiro ao quarto lugar. Na segunda fase da competição, a equipe somou apenas 11 pontos em nove jogos (duas vitórias, cinco empates e duas derrotas). É o pior rendimento entre os clubes que disputam o título do Nacional.

Para colocar mais pressão no elenco, o próximo compromisso é diante do Internacional, no Beira-Rio, domingo, às 16h. Vale destacar que o Colorado é o único time nesta edição que ainda não foi derrotado em casa – 10 vitória e três empates, com 20 gols marcados e apenas quatro sofridos.

O São Paulo também estava nessa lista, mas saiu no último final de semana, ao perder para o Palmeiras por 2 a 0 no Morumbi, resultado que deu fim ao jejum de 16 anos do Verdão sem vencer o rival no estádio. Agora, são nove triunfos, quatro igualdades e um revés e a sétima melhor campanha, ainda atrás de Flamengo (11 vitórias, um empate e duas derrotas), Palmeiras (10 triunfos, duas igualdades e um revés), Atlético-MG (10 vitórias, um empate e duas derrotas), Grêmio (nove triunfos, cinco igualdades e um revés) e Atlético-PR (10 vitórias, um empate e três derrotas).

O Tricolor também detinha o posto de melhor visitante, mas com o rendimento no segundo turno, a equipe perdeu o primeiro lugar para o Palmeiras. São cinco vitórias, seis empates e três derrotas do time do Morumbi (exatos 50% de aproveitamento), contra seis triunfos, cinco igualdades e três reveses do Verdão (o rival tem um jogo a mais fora de casa).

Classificação segundo turno
Palmeiras – 23 pontos (sete vitórias e dois empates)
Santos – 18 pontos (cinco vitórias, três empates e uma derrota)
Atlético-PR – 15 pontos (cinco vitórias e quatro derrotas)
Grêmio – 15 pontos (quatro vitórias, três empates e duas derrotas)
Flamengo 15 pontos (quatro vitórias, três empates e duas derrotas)
Internacional – 15 pontos (quatro vitórias, três empates e duas derrotas)
Ceará – 14 pontos (quatro vitórias, dois empates e duas derrotas) * um jogo a menos no returno
Fluminense – 14 pontos (quatro vitórias, dois empates e duas derrotas)
Atlético-MG – 12 pontos (três vitórias, três empates e três derrotas)
Botafogo – 12 pontos (três vitórias, três empates e três derrotas)
Cruzeiro – 11 pontos (duas vitórias, cinco empates e uma derrota) * um jogo a menos no returno
São Paulo – 11 pontos (duas vitórias, cinco empates e duas derrotas)
Vitória – 10 pontos (três vitórias, um empate e cinco derrotas)
Chapecoense – 10 pontos (três vitórias, um empate e cinco derrotas)
América-MG – 10 pontos (duas vitórias, quatro empates e três derrotas)
Vasco – 10 pontos (duas vitórias, quatro empates e três derrotas)
Corinthians – 9 pontos (duas vitórias, três empates e quatro derrotas)
Sport – 7 pontos (duas vitórias, um empate e seis derrotas)
Bahia – 6 pontos (uma vitórias, três empates e cinco derrotas)
Paraná – 3 pontos (três empates e seis derrotas)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.