Felipão volta a comandar o Palmeiras pela 3ª vez

Técnico comandou o clube em 1997, 2010 e agora tem contrato até 2020.

0

Pela terceira vez na história do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari é escolhido como técnico do clube brasileiro. Felipão, como é conhecido, que já foi técnico da Seleção Brasileira, foi definido como novo comandante do Palmeiras, após a demissão de Roger Machado na madrugada do último dia 26 de julho.

Após a demissão, a diretoria do clube demorou menos de um dia para acertar a volta de Scolari, já que ele possui um grande amor pelo clube, na qual já trabalhou em outros dois períodos e ficou conhecido por sua boa atuação nos campeonatos.

Felipão já foi técnico do Palmeiras de 1997 a 2000 e depois assumiu a equipe de 2010 a 2012. O contrato fechado com Felipão nesta oportunidade vai deste final de 2018 até 2020, algo que pode sofrer alguma renovação dependendo do desempenho do técnico com a equipe, já que os grandes clubes tem cada vez mais optado por ficar um período maior de tempo com os treinadores nos últimos anos, algo raro de acontecer antigamente, quando o tempo de permanência de um técnico no clube era de uma ou duas temporadas.

Nesta nova etapa de Felipão no Palmeiras ele não contará com a ajuda do conhecido auxiliar Flávio Teixeira. Quem irá incorporar a equipe técnica é o preparador de goleiros Carlos Pracidelli e o auxiliar Paulo Turra, ex zagueiro. Ambos irão se apresentar no clube neste dia 27 de julho, porém Felipão tem a sua apresentação marcada para a próxima semana, pois está atualmente em Portugal.

Por conta de Scolari só se apresentar na próxima semana, neste domingo o clube irá jogar contra o Paraná Clube, sob o comando de Wesley Carvalho, técnico do sub-20 alviverde.

Felipão e a história no Palmeiras

Luiz Felipe Scolari é um nome marcante na história do Palmeiras, a frente do time entre 1997 e 2000 e depois de 2010 a 2012 ele e a equipe conseguiram alcançar 5 títulos. O maior deles é a Libertadores da América que veio em 1999, já as outras conquistas são duas Copas do Brasil, uma em 1998 e outra em 2012, uma Copa Mercosul de 1998 e um Torneiro Rio-São Paulo dos anos 2000.

Felipão é o segundo treinador que mais esteve a frente do time, com um total até o momento de 409 jogos, perdendo somente para o treinador Oswaldo Brandão, que dirigiu o clube por 585 jogos. Deste total, Felipão dirigiu o Palmeiras em 28 jogos da Libertadores, um fato também muito importante.

Mas ele não teve uma última passagem gloriosa pelo clube, apesar do início ter sido até empolgante, com a conquista do título da Copa do Brasil, o final dos dias a frente do clube foram ruins, o que apesar de sua saída, ajudou a resultar no rebaixamento do clube para a Série B do Brasileirão.

Felipão pode até ser amado pelo Palmeiras, mas pela nação brasileira ele será lembrado pelo inesquecível 7×1 contra a Alemanha, na semifinal da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Ele mesmo relata que este resultado foi o pior de sua carreira, onde acabou deixando o comando da equipe, dando lugar a Tite.

Scolari ainda trabalhou nos últimos anos no comando do Grêmio e no Guangzhou Evergrande, da China. Nos últimos dias ele estava em Portugal, onde chegou a comandar a seleção portuguesa, mas ao que se sabe não estava treinando nenhum time.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.