Arábia Saudita pede exclusão de árbitro selecionado para Copa acusado de suborno

Fahad Al-Mirdasi é conhecido como um dos árbitros de maior prestígio

0

O comitê de disciplina e ética da Federação Saudita de Futebol exigiu o banimento do árbitro Fahad Al-Mirdasi, de 32 anos, e recomendou a exclusão dele da lista de selecionados para a Copa do Mundo da Rússia de 2018. Ele é acusado de corrupção.

De acordo com o que foi apurado pelo comitê, o árbitro foi suspenso por ter solicitado suborno a um clube de seu país. O caso foi divulgado em um comunicado do próprio comitê.Al-Mirdasi é conhecido como um dos árbitros de maior prestígio da Arábia Saudita. Ele comecçou a integrar o quadro da Fifa em 2011 e chegou a apitar partidas nos Jogos Olímpicos Rio-2016 e na Copa das Confederações no ano seguinte.

O árbitro da Arábia Saudita também estava selecionado para comandar a King Cups daquele país entre os clubes AL-Faisaly e Al-Ittihad no fim de semana passado. No entanto, por causa do escândalo de corrupção envolvendo o seu nome, ele foi substituído a poucas horas do início da partida de futebol.

Mirdasi procurou presidente de time

No comunicado oficial, o comitê de disciplina e ética da Federação Saudita afirmou que Mirdasi procurou o presidente do Al-Ittihad para propor um suborno a fim de permitir a vitória da equipe.

De acordo com o comitê, o presidente do Al-Ittihad, Hamad AL-Sanayeh, entrou em contato com a Federação Saudita para afirmar que tinha provas de que Fahad Al-Mirdasu havia estabelecido um contato via WhatsApp. Na ocasião, ele teria pedido uma quantia de dinheiro ilegal em troca de ajuda para que fosse permitida a vitória da equipe.

O caso foi enviado à Federação Saudita e, em seguida, à Autoridade Geral do Esporte, que ficou responsável pela abertura de uma investigação administrativa.

De acordo com o comunicado oficial do comitê, Mirdasi reconhece os atos e o comitê recomendou a exclusão dele pelo resto da vida de qualquer atividade relacionada ao futebol. O comitê também determinou a retirada do nome dele da lista de árbitros da Copa do Mundo, que deve ser iniciada em 14 de junho.

Medidas necessárias para atitude do árbitro

O presidente da Autoridade Geral do Esporte disse, publicamente, que espera que a Federação Saudita tome todas as medidas necessárias para a apuração do caso e possível punição do árbitro, caso tudo seja comprovado. Ele também defendeu que o caso seja levado à Fifa e disse que a postura do Mirdasi não representa o Reino da Arábia Saudita.

Por outro lado, a Fifa, por sua vez, já solicitou mais informações para a Federação Saudita e informou que está a par da decisão das autoridades do futebol do país. Outro saudita, chamado de Abdallah al-Shalwai, foi selecionado como árbitro auxiliar para a Copa do Mundo da Rússia de 2018.

Alguns torcedores manifestaram em redes sociais o descontentamento com a suspeita de envolvimento de Mirdasi no caso de corrupção e também cobraram medidas urgentes para que a denúncia seja apurada, com possível punição do árbitro, se ele for mesmo considerado autor da proposta de suborno apresentada ao presidente do time Al-Ittihad, Hamad AL-Sanayeh.

Outros torcedores lamentaram o ocorrido e demonstraram surpresa com a repercussão da denúncia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.