Redação do Enem aborda tema de manipulação do usuário pela internet

0

A redação do Enem desse ano, abordou o tema do uso da tecnologia no dia-a-dia da população, e como ela influencia o comportamento do usuário.

Quatro textos de base

O tema da redação se baseou em quatro textos de motivação, e três desses são trechos de reportagens, com informações gráficas. Os títulos das reportagens, foram: O gosto na era do algoritmo, A silenciosa ditadura do algoritmo e como a internet influencia secretamente nossas escolhas.

O gráfico disponível na prova, era uma coletânea de dados produzidos pelo IBGE com relação ao perfil de usuários da internet. Os professores e mestres da educação, ressaltaram que esse tema é mais atual e específico.

Desde 2017, o Ministério da Educação tem abordado assuntos mais pontuais, que gerem reflexão, e sejam trazidos para a realidade dos jovens.

Um detalhe que chama a atenção, de acordo com os educadores, é que a intenção do tema é discutir comportamentos, e não sobre política ou se uma ação está certa ou errada, portanto, muitos jovens podem se confundir ao discorrer sobre o assunto.

Manipulação pela internet

A internet disponibiliza um grande acervo de informações, sejam boas ou más. O grande desafio é que os mais vulneráveis psicologicamente consigam acessar somente o que é bom.

Quando falamos em comportamento, ele pode ser nato ou construído ao longo do tempo. Se alguém passar a consumir um tipo de conteúdo demasiadamente violento (filmes, séries, etc), pode ser que seja influenciado pelo comportamento de violência no seu dia-a-dia.

A razão para isso, é que o nosso cérebro não reconhece passado, presente ou futuro, tampouco ficção ou realidade. Para ele, toda informação que for processada ali, será tida como realidade naquele momento.

As crianças e jovens, são os mais influenciados por conteúdos que induzem ao consumo. Por isso, o tempo na frente da televisão, e da internet deve ser monitorado e regrado.

Todo tipo de manipulação pode ocorrer pela internet, inclusive é por essas brechas que bandidos, pedófilos, estupradores e pessoas de má fé, fazem vítimas diariamente, pois sabem que não tem como elas se defenderem.

A tecnologia tem sido uma aliada às autoridades, como policiais, investigadores, delegados, juízes, psicólogos, e os profissionais que podem zelar pela segurança e identificação dos fantasmas atrás da internet.

É preciso um esforço diário de pais, estudantes, professores e sociedade para promover o bom uso da internet no dia-a-dia, no trabalho, na escola e em casa, para que sejam formados cidadãos melhores, preparados para o futuro.

Quem passa muito tempo na frente da televisão ou do computador, tende a se tornar fraco emocionalmente, viciado em todo tipo de conteúdo, sem opinião própria, que não sabe o que quer, e que faz escolhas fúteis para si. Esse é o quadro de um cidadão manipulado.

Por outro lado, os pais e professores, podem estimular positivamente a busca pelo conteúdo correto, seja para uma matéria, estudos, pesquisas, e tudo o que agrega valor ao ser humano, como um todo.

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.