Enem 2018: Posts do Inep podem indicar tema de redação

Internautas apontaram que assunto foi abordado várias vezes nas publicações

0

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) se aproxima e os estudantes, como todos os anos, tentam adivinhar qual será o tema da Redação – uma das etapas da prova que pode garantir o ingresso na universidade. Os assuntos mais debatidos ao longo do ano, sem dúvida, são boas apostas, mas agora surgiu uma nova possibilidade aos olhos dos internautas: pistas que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep) estaria deixando em seu perfil no Instagram.

As publicações abordam claramente a questão da variação linguística – os usos e pronúncias do português em cada região do Brasil, bem como diferenças geracionais, uso de gírias, etc. Mesmo que tais usos sejam considerados fora do português padrão, exercem uma função essencial na linguagem, especialmente na fala. É importante que o estudante saiba diferenciar esses usos na comparação com a gramática formal e também reconheça o papel da variação linguística para a constituição da cultura brasileira.

Para quem quiser saber mais sobre o assunto, uma boa pedida de leitura é o livro “A língua de Eulália”, de Marcos Bagno, que trata do assunto de uma maneira leve e divertida. Como o Enem está próximo, a dica é investir em leituras mais tranquilas, além de se manter informado acerca dos principais acontecimentos no Brasil e no mundo.

Outros temas em alta

Os candidatos devem seguir atentos às discussões sobre política no Brasil, especialmente com o acirramento do conservadorismo e de um movimento em direção ao fascismo – o que implica nas discussões sobre Direitos Humanos, tão estimadas pelo Exame. Entre os temas possíveis apontados por especialistas, ganham destaque as fake news, que permearam as eleições aqui no Brasil e tiveram papel fundamental na eleição americana para presidência. Conectada às mudanças sociais complexas, a questão da saúde mental entre os jovens também se mostra um tema pertinente, com aumento na taxa de suicídio nessa faixa-etária.

Voltando um pouco mais ao início do ano, as discussões sobre Direitos Humanos vêm de encontro ao assassinato da vereadora carioca Marielle Franco, em março de 2018, que segue sem respostas e mobilizou a comunidade internacional. Além disso, a intervenção militar no Rio de Janeiro e o debate sobre sistema carcerário são temas emergentes nesse cenário complexo.

De olho no relógio

As provas do Enem serão realizadas nos dias 4 e 11 de novembro, em dois domingos consecutivos. E fica o lembrete: a Casa Civil negou o pedido do Ministério da Educação (MEC) sobre a mudança do horário de verão para o dia 18 de novembro. Agora, os relógios serão adiantados em 1 hora à meia-noite do dia 04/11 nos estados que aderirem à mudança. Por isso, os estudantes devem estar atentos para não se confundirem com o horário de fechamento dos portões.

No primeiro dia do Exame, 4/11, os estudantes devem responder questões de Ciências Humanas e Linguagens e Códigos, além de elaborarem a Redação. No segundo dia, 11/11, serão 45 questões de Matemática e 45 questões de Ciências da Natureza. O MEC recomenda que os candidatos cheguem com 1 hora de antecedência antes do fechamento dos portões. Por isso, é importante se programar no dia das provas.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.