ProUni: MEC abre inscrições para bolsas remanescentes

Candidatos podem se inscrever a partir desta segunda-feira, 20/08

0

As vagas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni 2018) estão com as inscrições abertas a partir desta segunda-feira, 20 de agosto, para candidatos de baixa renda que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). São válidas as provas realizadas a partir de 2010 e o candidato precisa ter obtido média igual ou superior a 450 e não ter zerado a redação.

A oportunidade se estende também a pessoas com deficiência e professores do ensino público. No caso dos professores, não é necessário ter realizados o exame, mas as vagas contemplam apenas a categoria de licenciatura.

Para os estudantes interessados, o critério inclui a realização do ensino médio em escola pública ou com bolsa integral. As bolsas de 100% são destinadas àqueles com renda mensal per capita de até 1,5 salário mínimo e as de 50% são para alunos com renda de 1,5 a 3 salários. O candidato também deve confirmar as informações junto à instituição de ensino caso seja selecionado.

Os candidatos que não tiverem matrícula ativa em qualquer faculdade devem realizar a inscrição até o dia 24 de agosto, enquanto que os já matriculados têm até o dia 29 para realizar o processo. As vagas são para o segundo semestre, com cerca de 106.252 bolsas integrais e 88.182 parciais.

A chamada regular do programa, nesse período, ofereceu 174.289 bolsas em 1.460 instituições, com resultado  divulgado no dia 2 de julho. A lista de candidatos da segunda chamada saiu no dia 16 do mesmo mês. Ainda houve mais uma oportunidade, para a lista de espera, na qual os candidatos puderam se inscrever entre o período de 30 de julho a 2 de agosto.

Como concorrer às vagas remanescentes

As inscrições devem ser realizadas diretamente na página do ProUni, no endereço eletrônico http://siteprouni.mec.gov.br/.

Para isso, o candidato precisa se cadastrar no sistema exclusivo de bolsas remanescentes, com o CPF e a data de nascimento. A partir da inclusão desses dados, o próprio sistema faz a busca do ano em que o aluno prestou o Enem. Após a checagem da informação, o candidato precisará incluir uma nova senha de acesso, informando também um e-mail por onde deverá validar o cadastro.

No caso de professores da rede pública que estejam no exercício da profissão, não é necessário ter feito o Enem para concorrer – basta indicar a opção na plataforma, que pedirá também o CPF do usuário.

A possibilidade de inscrição está liberada aos que participaram de processos anteriores (entre 2017 e 2010) e não foram selecionados, contanto que atendam aos critérios já estabelecidos. Dentro do sistema, o candidato pode pesquisar sobre as bolsas disponíveis e há possibilidade de alterar a escolha posteriormente, no comparecimento à instituição.

Sobre o ProUni

O Programa Universidade para Todos foi instituído em janeiro de 2005 e visa dar oportunidade a estudantes brasileiros sem curso superior concluído. Após o processo regular, as vagas remanescente se estendem a alunos que fizeram o exame a partir de 2010 e seguem os critérios do programa, além de professores de escolas públicas e alunos com deficiência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.