Pessoas que se tornaram milionárias trabalhando em casa

0

Hoje em dia, várias pessoas sonham em ter uma renda fixa que lhes dê uma estabilidade financeira, em menos tempo de trabalho, ou seja, investindo em um negócio próprio.

História de sucesso

É o caso por exemplo de Erica Stanford, de 30 anos, que não possuía uma boa relação com o dinheiro. Ela tinha muitas dívidas, e estava insatisfeita no trabalho.

Em 2009, Erica ouviu no rádio pela primeira vez a respeito de bitcoin, que é a moeda criptografada digital. Assim, a tecnologia permite que qualquer um com um smartphone e internet, envie as moedas de bitcoin de graça para qualquer lugar do mundo.

Ela estava cansada de seu emprego de vendas e marketing, e passou a pesquisar uma base de dados global em criptomoedas, investigando sobre a origem da compra de diamantes, antiguidades roubadas e o histórico de carros usados.

Erica comprou cerca de 200 libras (equivalente a R$ 1071) em bitcoins e outras tecnologias. Ela passou a comparar as versões mais baratas, investindo duas mil libras no cartão de crédito.

Esse valor lhe rendeu trinta mil libras, onde guardou na poupança e conseguiu pagar as suas dívidas. Assim, ela pediu demissão e passou a investir no negócio a partir de casa.

Superar obstáculos

Outras histórias de sucesso, são as de Monty George, Dan Beckles e Laura Roeder. Os jovens Monty e Dan, passaram a vender móveis pela internet, com um lucro de aproximadamente um milhão de libras.

Com o apoio dos pais, eles adquiriram experiência em vendas, os lucros subiram e o número de clientes crescendo. Monty e Dan administram a empresa de casa, e não possuem muito tempo para a vida social, mas estão felizes assim, pois fazem o que gostam.

A jovem Laura Roeder, aos 22 anos pediu demissão do seu emprego para se tornar freelancer. Na época, o Twitter e o Facebook estavam no ápice do sucesso, assim ao criar sites para os clientes, ajustando-os ao seu público alvo, eles passaram a contratá-la por esse serviço específico.

Em seu quarto, ela fazia vídeos ensinando técnicas de marketing nas redes sociais, dava cursos online e promoção de pequenos negócios. Nos anos que se seguiram, ela passou a trabalhar menos, e a ganhar mais, escrevendo e-books e dicas on-line para clientes em potencial.

No primeiro ano, Laura faturou seis dígitos e teve a certeza de que estava no caminho certo. Hoje ela possui 25 funcionários trabalhando remotamente, e seu faturamento no ano anterior chegou a 3,8 milhões de reais.

Apesar de ser alvo de críticas das pessoas, por ser uma mulher e trabalhar de casa, as pessoas ainda não reconhecem e entendem o negócio rentável de Laura. Mas ela não se abala e ama o que faz.

Trabalhar em casa não quer dizer se esforçar menos, pois é preciso mais disciplina, organização, força de vontade, não deixar de se socializar com as outras pessoas, não ligar para as opiniões negativas, ter um foco e senso de administração de finanças.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.