Argentina está sofrendo uma greve geral e no Brasil serviços podem ser afetados

Entre as principais opções afetadas por conta da greve argentina, estão os voos entre os países.

0

A Argentina vive momentos de tensão na economia, onde a partir das 00h desta segunda-feira (25 de junho) foi iniciado uma greve geral no país, da qual irá afetar principalmente os postos de combustíveis, escolas, transportes e coleta de lixo. A crise pode afetar o Brasil na questão de transportes, onde boa parte dos voos poderão ser cancelados e as exportações de automóveis e outros produtos também pode trazer algum efeito para o país.

Esta já é a terceira greve geral realizada durante o mandato do atual presidente Mauricio Macri. A greve é contra a política econômica do governo, porém o mesmo acredita que a paralisação é uma forma de desestabilizar o poder, sendo configurada uma paralisação de cunho político.

Segundo informações é esperado que ao menos um milhão de trabalhadores argentinos estejam de acordo com as condições da greve e venham a parara nos próximos dias. A greve foi convocada pela Confederação Geral do Trabalho (CGT), órgão presente em praticamente todos os sindicatos do país.

Principais serviços afetados pela greve na Argentina

Entre os principais serviços argentinos afetados estão o Metrobus, alguns carros especiais dedicados ao transporte público urbano. Eles estão desertos desde o início da greve e só é possível aproveitar a circulação de táxis pelo país, principalmente pela capital. Os caminhões também estão praticamente todos parados, e em Buenos Aires até mesmo o funcionamento do trem de mercadorias foi afetado e diversas áreas do setor com ligação ao porto estão parados.

Acordo de US$ 50 bilhões com o FMI é feito pela Argentina

Diversos escritórios, agências bancárias, hospitais que não são de urgências, o serviço de coleta de lixo, aeroportos, estações e ferroviárias, postos de combustíveis e outros setores também estão parados e aderiram a greve.

Além da CGT, a Central de Trabalhadores da Argentina (CTA) e a sua divisão autônoma, também estão encabeçando a greve e parando boa parte dos serviços. O protesto tende a ser pacífico, pois só é composto pela paralisação das categorias, porém alguns setores mais radicais estão tramando bloquear os principais acessos à capital Buenos Aires com alguns protestos.

O que esperam os sindicatos com a paralisação?

Com essa greve geral, além de ser um protesto contra o governo de Macri, sendo o terceiro em apenas 15 meses de mandato, é também uma forma que os sindicatos encontraram para dar reinício as negociações dos reajustes salariais de 2018. Esses reajustes são solicitados com base na referência da meta de inflação anual argentina que está sendo calculada pelo Banco Central em 27%. Porém a maior parte dos órgãos estão realizando as negociações com uma meta de inflação em 15%, o que não tem agradado aos sindicatos.

Em nota o Ministro do Trabalho, Jorge Triaca, citou que para dar início ao diálogo com os sindicatos, as negociações precisam acontecer de forma livre. As negociações salariais vem sendo feitas desde dezembro de 2017.

Serviços de voos afetados no Brasil

Com a greve diversos passageiros que realizariam seus voos através das companhias aéreas brasileiras, tiveram suas viagens canceladas. Neste momento existem voos cancelados nos aeroportos do Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Porto Alegre, Curitiba e também Brasília.

A companhia aérea Latam Airlines informou que todos os voos domésticos e internacionais para e da Argentina estão cancelados. Todos os passageiros que tiveram seus voos cancelados poderão optar por alterações na data e também no voo de mesmo destino e origem, sem qualquer multa ou diferença nas tarifas. Os passageiros podem realizar a alteração em até 15 dias após a data original. É possível realizar uma mudança de rota ou solicitar o reembolso dos bilhetes aéreos que não forem utilizados sem qualquer pagamento de multas.

Central de atendimento Latam Airlines:

  • 0810-9999-526 (Argentina)
  • 4002-5700 (Capitais brasileiras)
  • 0300-570- 5700 (Demais localidades do Brasil)

A empresa aérea GOL em nota citou que todos os voos operados entre as rotas até a Argentina ou da Argentina, nesta segunda-feira estão cancelados. A empresa resolveu criar novos voos para que seja possível atender a quantidade de viagens, sem prejudicar muito seus clientes.

Quem foi impactado pela greve, poderá realizar a remarcação dos voos sem qualquer cobrança. É possível realizar a solicitação do reembolso ou do crédito integral das passagens aéreas Gol.

A remarcação poderá ser feita através dos seguintes canais de atendimento:

Do lado argentino, a companhia aérea Aerolíneas Argentinas também informou que seus voos estão sendo cancelados. É possível realizar a reprogramação das viagens, que devem ser feitas nos próximos 15 dias, sem qualquer restrição, porém respeitando a disponibilidade dos assentos. É possível também solicitar o reembolso dos valores sem qualquer multa.

A central de atendimento da Aerolíneas Argentinas é feita através do telefone:

  • 0800-761-0254

A indicação é de que os passageiros da empresa aérea não compareçam aos aeroportos no período da greve.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.