Salário mínimo mais alto em 2019: Proposta do Governo é de R$ 1.002,00

2

No último dia 12/04, o Governo Federal declarou que o salário mínimo brasileiro poderá ter um aumento no ano que vem: dos R$ 954,00 de agora, passaria aos R$ 1.002,00. Mesmo sendo uma mudança pequena, o que fez com que isso se tornasse uma grande notícia é que esse seria o primeiro reajuste em mais de R$ 1.000,00: desde quando foi estabelecido, ele nunca chegou a essa cifra.

Um dos motivos é que o Governo brasileiro espera que o seu déficit de contas comece a ser reduzido no ano que vem: apesar de ainda ser mentido “no vermelho”, já seria um indicativo de que as finanças do país estão em recuperação.

Esse valor é oficial, na medida em que já está na Lei de Diretrizes Orçamentárias, mas ainda será preciso que o Congresso Nacional o aprove. Apesar do alvoroço por causa do valor ficar acima dos R$ 1.000,00 de forma inédita, essa seria a trajetória esperada: desde o ano de 2013, o salário mínimo tem tido aumentos constantes a cada ano.

Como o Governo determina o salário mínimo?

As informações utilizadas para definir o salário mínimo são o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), com sua variação, e o Produto Interno Bruto (PIB) dos 24 meses anteriores. Para determinar os R$ 1.002,00 de 2019, o Governo utilizou o INPC do ano passado e também o PIB do ano de 2017: apesar de toda a crise política e econômica, ele ainda aumentou em 1%.

Além de o valor de mais de R$ 1.000,00 ser inédito, também existe outro ponto animador: isso representaria mais de 5% acima do que foi ajustado no ano passado. Porém, a maneira de os próximos salários mínimos serem determinados vai ser diferente: o Governo está prestes a alterar a maneira como faz o cálculo. Por enquanto, ainda não se sabem detalhes de como essa conta seria realizada: é possível que os novos candidatos a presidente falem sobre essa medida provisória durante as suas campanhas.

Salário mínimo e consumo

Uma parte dos especialistas e dos cidadãos, no geral, fica com medo por essas grandes subidas de salário mínimo: normalmente, esses aumentos são acompanhados pelo aumento também de muitas das mercadorias. Afinal, se o consumidor está recebendo mais, é comum que as lojas acreditem que eles podem pagar por mais, além de haver a inflação; ela faz com que o salário mínimo aumente, mas faz o mesmo com os produtos.

Para vários especialistas em Economia, o valor ideal seria de R$ 3.706,44: ele possibilitaria que os cidadãos comprassem alimentos e o seu vestuário, além de acesso à saúde e ainda lazer, dentre outros.

Como o aumento vai interferir nas contas públicas

O fato de o salário mínimo subir faz com que as aposentadorias que o INSS concede também tenham de aumentar e a expectativa é que esse reajuste faça com que o Governo brasileiro gaste R$ 14.000.000.000,00 a mais a partir do ano de 2019.

2 Comentários
  1. […] Governo Federal vem tomando uma série de medidas para conter gastos e equilibrar as contas públicas, mas é em […]

  2. […] ou como bolsistas (integral) em redes privadas de ensino e possuem renda igual ou menor à um salário mínimo e meio. Atualmente o valor está em R$ […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.