16/02/2014 21:43

Homem mata casal em batismo

Viviane Rosa dos Santos levou um tiro na cabeça; Atual companheiro da vítima também foi alvejado

Por: Ivan Ventura
Especial para o DIÁRIO

A auxiliar de produção, Viviane Rosa dos Santos, de 34 anos, e o namorado, o motorista Rosildo Donizete Pereira, de 48, foram assassinado a tiros, dentro da igreja São Francisco de Assis, no bairro dos Pimentas, em Guarulhos, na Grande São Paulo, logo após o batismo do filho dela, de 6 anos. O principal suspeito é Pedro Felix dos Santos, de 45 anos, pai da criança batizada e ex-marido de Viviane. Santos, ainda dentro da igreja, feriu outras três pessoas durante a sua fuga. 

O crime ocorreu por volta das 11h de ontem. Segundo o padre Daniel Reichter, naquele momento ocorriam o batismo de 18 crianças. “Enquanto fazia o batismo, ouvi um estrondo, mas continuei a cerimônia. Segundos depois, mais dois e três estrondos e vi uma confusão do meio para o fundo da igreja. Ouvi gritaria. Naquele momento percebi que havia acontecido algo ruim, muito triste”, disse. 

Na versão do delegado  4 DP de Guarulhos, João Batista Pires Blasi, Pedro foi à igreja e acompanhou toda a cerimônia. Por enquanto, não se sabe se ele foi convidado ou soube do batismo do filho por intermédio de outra pessoa. “Não sabemos ainda se ele foi convidado ou não. O que sabemos é que esse indivíduo, a pretexto de assistir à cerimônia, acompanhou o batismo da criança. Tão logo findou a liturgia, ele fez os disparos em pessoas que estavam ao seu lado”, afirmou.

Socorrida, Viviane morreu no caminho do Hospital Pimentas. Rosildo morreu horas depois no Hospital Santa Marcelina.
 
Logo após efetuar os disparos contra a ex-mulher e o namorado dela, Pedro teria baleado uma terceira pessoa, identificada como sendo Antonio Pedro de Souza. Ele foi baleado no peito. O atirador ainda feriu duas pessoas que tentaram contê-lo. Eles foram identificados como José Givaldo da Silva (ferido na perna) e Maria Edineuza de Souza. Nenhum dos três corre risco de vida.

No fim, Pedro entrou no carro, um Agile vermelho, e fugiu sem deixar pistas. Até o fechamento desta edição não havia informações a respeito do seu paradeiro. “Colocamos todas as viaturas atrás dele”, informou Blasi.

Relacionamento com histórico de agressões

Uma relação conturbada, que resultou em dois filhos e terminou há dois anos após sucessivas brigas e três boletins de ocorrência por supostas agressões. Em linhas gerais, esse foi o resumo do relacionamento entre Pedro Félix dos Santos, de 45 anos, e a ex-mulher, Viviane Rosa dos Santos, de 34.

De acordo com o delegado do 4 DP, João Batista Pires Blasi, ao longo do relacionamento do casal, havia dois boletins de ocorrência feitos por Viviane contra o ex-marido e outro, dele contra ela. “O primeiro foi  em 2005, após uma agressão cometida por Pedro. Em 2011, houve um segundo boletim, desta vez dele contra ela. Por fim, em 2012, uma nova agressão de Pedro contra a ex-mulher”, disse.

Depois dessa agressão, o casal se separou. Segundo um familiar de Viviane, que não se identificou, as brigas eram motivadas por ciúme e problemas financeiros. 

Blasi confirmou ainda a informação de que havia uma restrição de distância contra Pedro. “Temos essa informação, com base na Lei Maria da Penha”, disse.

Compartilhe: