05/07/2013 06:30

Aumenta número de acidentes na BR–153

Balanço semestral aponta 503 batidas e maior número de feridos; quantidade de mortos teve queda

Por: Vinícius Marques
vinicius@bomdiariopreto.com.br

A BR–153 registrou aumento no número de acidentes na região de Rio Preto em relação ao primeiro semestre de 2012. Balanço semestral elaborado pela Polícia Rodoviária Federal a pedido do BOM  DIA revela que em 181 dias foram registrados 503 acidentes na estrada federal concedida à iniciativa privada. Em média, foram 2,7  batidas por dia na região. O número de acidentes  na estrada, conhecida como “rodovia da morte”, é superior ao registrado no mesmo período de 2012. No ano passado ocorreram 464 desastres. O crescimento de um ano para o outro, no mesmo período, foi de 8,4%. A quantidade de acidentes que deixaram pessoas feridas também aumentou no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2012.

Nos seis primeiros meses do ano passado os acidentes deixaram 219 pessoas feridas. Em 2013, o número saltou para 264, aumento de 22%. O mês passado foi o que registrou o maior número de feridos em acidentes na BR-153, total de 87. O balanço abrange acidentes registrados na área de cobertura da PRF da região de Rio Preto, entre os municípios de Icém e Ubarana.  Neste ano, o mês de março foi o que teve mais batidas, 99 no total. Em fevereiro, a estatística apontou queda, com 71 batidas.

Em compensação ao crescimento de acidentes e de feridos,  ao menos  o número de mortos na rodovia apresentou queda em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2012, foram 17 mortes em seis meses. Neste ano, ocorreram 11 mortes. As estatísticas contam apenas as pessoas que morrem na hora do acidente. Feridos que chegam a ficar internados e perdem a vida depois não entram na relação oficial. No primeiro semestre do ano passado o mês com maior número de mortos foi maio. Foram nove pessoas que perderam a vida na rodovia.

Neste ano, junho foi o mês com mais desastres fatais com quatro mortes. Uma das vítimas foi o motociclista Antonio Carlos Bargamin, no trecho entre Nova Granada e Rio Preto. Ele foi atingido por um carro que avançou sinal de “pare” em cruzamento da pista. O motorista estava embriagado e chegou a ter a prisão preventiva decretada.

MAIS

ANTT se omite sobre atraso em obras
Procurada desde o mês passado, A ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) não respondeu sobre atrasos em obras na BR– 153. A rodovia é concedida à empresa Transbrasiliana. O quinto ano de concessão, 2013, já previa início de duplicação de trechos da estrada.  Questionada por duas semanas, a ANTT nada respondeu. A prefeitura espera que inclusão da obra no PAC agilize duplicação da rodovia em Rio Preto. “A obra está no PAC agora a bola está com o governo federal”, disse
o secretário de Planejamento, Milton Assis. 


Compartilhe: