14/02/2013 09:19

Lista de procurados pela polícia tem 56 nomes

Entre os criminosos está o ‘vovô do tráfico’, com 74 anos, e condenado a seis anos de prisão

Por: Michelle Mendes/ O VALE

A Polícia civil atualizou este mês lista dos criminosos mais procurados no Vale do Paraíba, com a divulgação de 56 nomes, entre os quais três mulheres e um idoso de 74 anos. A última lista, divulgada no início de janeiro, trazia o nome de 63 pessoas. Destas, sete foram capturadas ou tiveram o prazo do mandado expirado.

Veja aqui a lista dos procurados

Os nomes foram indicados pelas seis delegacias seccionais da região: Taubaté (10), São José dos Campos (9), Jacareí (12), Cruzeiro (9), Guaratinguetá (8) e São Sebastião (8).

As unidades de Jacareí e Taubaté adicionaram seis e três novos procurados, respectivamente.
Segundo João Barbosa Filho, diretor do Deinter 1 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior), a lista é composta, em sua maioria, por acusados de crimes como tráfico de drogas, homicídio (envolvendo morte de policiais) e roubo.

Entre os procurados, também constam integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando do Capital).

Em 2012, quatro listas foram divulgadas e atualizadas pela polícia. Do total de 60 nomes levantados ao longo do ano, 43 pessoas foram presas e dois mandados tiveram o prazo expirado.

Detalhes

Nascimento Barreto de Morais, 74 anos, é o criminoso mais velho da lista, procurado por tráfico de drogas pela Delegacia Seccional de Taubaté.

Ele é de Jequitinhonha, Minas Gerais, e foi condenado a cumprir a pena de seis anos em regime fechado.

Entre os novos, estão Edilson da Silva Guedes, 23 anos, e Alan Pierre Marchione Ribeiro, 26 anos. Eles são procurados pela Seccional de Jacareí, acusados de roubar e enforcar com um fio de ferro elétrico o marceneiro Amauri Leite Soares, de 59 anos.

O crime aconteceu na manhã de 17 de setembro, no bairro Santa Cruz dos Lázaros, região oeste da cidade. A dupla, que já tinha trabalhado para a vítima, teria ido cobrar uma dívida, mas discutiu e matou o marceneiro.

Os criminosos levaram objetos pessoais da vítima, como eletrodomésticos, eletrônicos, ferramentas da oficina e fugiram.
"Nosso principal objetivo é tirar da rua criminosos como esses, procurados por homicídio, pois são casos em que a população cobra mais e que a Justiça precisa da presença do acusado para a realização do julgamento”, afirmou o diretor do Deinter 1.

Conhecido

Renan Antunes Terra, 21 anos, é "caçado" desde dezembro 2010, quando teria participado de um latrocínio em Taubaté.
Na ocasião, ele e um comparsa tentaram roubar a moto do policial da Rota (Ronda Ostensiva Tobias Aguiar), Helder Botossi, no bairro Santo Antônio, na cidade.

O PM, que estava de folga e desarmado, reagiu e os bandidos atiraram. Botossi morreu no local, atingido com um tiro na região cervical.
Um comparsa de Renan, Danilo Procópio,21 anos, foi pego pela polícia dias depois do crime e já foi condenado a 23 anos de prisão.

Região

O material divulgado pelo Deinter 1 traz a foto e os dados pessoais de cada foragido, incluindo o crime do qual foi condenado. A nova lista será encaminhada para as delegacias das 39 cidades da região, batalhões da Polícia Militar e unidades da Polícia Federal. -Os dados também são disponibilizados no site da Secretaria de Segurança Pública.


Compartilhe: